Sofre de melasma? Conheša sobre as causas e tratamento do problema

10/7/2016        

 
 

AS MANCHAS AFETAM PRINCIPALMENTE A AUTOESTIMA DAS MULHERES

 

 
Um problema de pele não é um problema apenas estético, pois acaba interferindo na autoestima da pessoa, o que pode até mesmo influenciar na relação dessa pessoa com a sociedade em que vive.
 
De acordo com artigo publicado pelo Portal da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o melasma é um problema caracterizado pelo surgimento de manchas escuras na pele, principalmente na região da face, mas também podem surgir manchas em regiões dos braços e colo. Trata-se de um mal mais frequente entre mulheres e não há uma origem definida. Alguns podem relacionar o melasma com a utilização de anticoncepcionais, à gravidez ou à exposição ao sol.
 
O artigo também ressalta que o tratamento deve envolver um dermatologista habilitado e que os métodos costumam variar, embora em qualquer um deles se faça essencial a utilização de protetores solares para o bloqueio dos raios ultravioleta que podem desencadear o surgimento de manchas.
 
Acredita-se que logo após o verão, surgem mais de 25% de novos casos de melasma devido à alta exposição solar, sem a devida proteção, na maioria dos casos.
 
O estudo Melasma: uma revisão bibliográfica, esclarece que o melasma também pode ser decorrente de fatores genéticos, e que hispânicos e asiáticos (incluindo descendentes) estão mais propensos a desenvolver o problema, apesar desse fato estar mencionado na maioria dos estudos, ainda não há comprovação científica o bastante em torno do assunto. 
 
Acredita-se também que se alguém tem um parente de primeiro grau que sofra de melasma, tem um risco de 50% de vir a desenvolver o problema.
 
Muitas pessoas não dão a devida importância aos cuidados relacionados à exposição solar, aliás, não é apenas no sol que devem haver cuidados com a fotoproteção, as luzes artificiais que fazem parte do dia a dia das pessoas, também emitem radiação que pode vir a causar manchas na pele.
 
A dermatologista, Máira Astur, revela o quanto o surgimento do melasma pode afetar a vida das mulheres: “Depois que o melasma apareceu, muitas mulheres se desesperam, porque realmente é um problema que é muito aparente e dependendo do grau de mancha, é difícil de esconder”.
 
A especialista explica que o tratamento do problema envolve mudanças de hábitos de vida, que devem ser incorporados com disciplina na vida do paciente como até mesmo a mudança do método anticoncepcional, caso seja um dos fatores de desencadeamento do problema: “É interessante questionar o seu ginecologista se há a possibilidade do uso de um método anticoncepcional com menor carga hormonal".
 
A médica conta quais são as recomendações mais importantes que costumam ser repassadas pelos especialistas:
 
“Usar sabonetes que não ressequem a sua pele, porque será necessário o uso conjunto de outros produtos que deixam a pele sensível. Uso de filtros solares adequados e da forma correta, ou seja, filtro solares com amplo espectro de proteção para raios ultravioleta A e B, com FPS 50 ou mais e com cor. Aplicar os filtros solares a cada 3-4 horas, pois é o tempo que ele funciona bem na pele.”
 
Outro cuidado fundamental destacado pela dermatologista é o de evitar ao máximo, a exposição ao sol com a pele manchada, o uso de chapéus com tecido à base de filtro solar costuma ser indicado.
 
Faz parte do tratamento de quem sofre com o melasma, o uso de cremes despigmentantes.
 
"O uso de cremes despigmentantes é fundamental. Podem ser utilizados de manhã ou à noite. Eles vão renovar a pele, trocar as células mortas e manchadas e inibir a pigmentação de novas células. São exemplos, a hidroquinona, ácido retinóico, ácido glicólico, ácido tranexâmico, arbutin, ácido kójico, ácido azelaico”, explica a médica.
 
A utilização de cremes nutritivos, contendo vitaminas e antioxidantes, como é o caso da vitamina C e ácido ferúlico, também é indicada: “A ingestão de vitaminas e antioxidantes, aumentem a proteção da pele contra os efeitos nocivos da radiação solar. Como os produtos contendo Polypodium Leucotomos, vitamina C e E”.
 
E você imaginava que no caso das mulheres que sofrem com este problema, a maquiagem é fator importante? A dermatologista explica: “A maquiagem é fundamental! Ela bloqueia, fisicamente, a ação dos raios solares na pele. Além de que, com a pele maquiada, a paciente se sente mais confortável e menos constrangida com o problema”.
 
De acordo com o artigo Sofre de Melasma? O peeling de cerveja pode ser a solução, esse tratamento não apenas clareia as manchas, como age na raiz do problema, garantindo, inclusive, que as manchas não retornarão.
 
Fuja das soluções caseiras e dos tratamentos muito econômicos, mas sem boas referências. Em caso de melasma, é fundamental procurar um tratamento com especialista capacitado, que direcionará qual o melhor procedimento.


 
 
Dra. Máira M. M. Astur - Dermatologista
Instituto Astur: www.institutoastur.com.br/equipe-dermatologia.asp
Fanpage Instituto Astur: www.facebook.com/institutoastur
 
 
 
Fontes
 
Melasma. Portal da Sociedade Brasileira de Dermatologia: www.sbd.org.br/doencas/melasma
 
Melasma: uma revisão bibliográfica. Realizado por: Alessandra Hofiman Kaizer Antunes; Marcelo Silva Duarte: www.frasce.edu.br/inativo/frasce/novos_artigos/Melasma.pdf
 
Sofre de Melasma? O peeling de cerveja pode ser a solução. Portal Sare: www.sare.com.br/estetica-entrevista/sofre-de-melasma-peeling-de-cerveja
 
Assessoria bonne press
 

As manchas afetam principalmente a autoestima das mulheres

comentários